Subsídio à energia alternativa pesa em conta de luz

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) recentemente informou que a tarifa de luz pode ser afetada pelos subsídios oferecidos às empresas que adotam fontes de energia alternativas, como a solar e a eólica.

Com foco em permitir novas fontes de energia no país, o governo concedeu benefícios às empresas que compram energia eólica, solar ou de biomassa. Até o momento, o incentivo às energias alternativas é pago pelos consumidores, e desde o ano de 2013, quintuplicou. Até 2020, esse custo deve alcançar a marca de R$ 3,24 bilhões, podendo aumentar numa proporção de 30% ao ano.

Especialistas afirmam que se nada for feito, a conta continuará crescendo, e assim, anulando medidas que estão sendo colocadas em prática para aliviar a alta nas tarifas. Em nota, o Ministério de Minas e Energia (MME) informou que defende a redução dos subsídios no setor elétrico e que tem trabalhado para ajustar as leis que regem essa concessão.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta