Trabalhadores, empresas e o Brasil na expectativa da recuperação do petróleo

Conforme a Panorama Offshore vem divulgado, a crise do petróleo no mundo, fez com que o chamado “ouro negro” perdesse sua valorização no mercado. A questão no Brasil foi agravada devido a crise política e financeira, juntamente com a divulgação de casos de corrupção e desvio de verbas divulgados na operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Tais fatos afetaram de forma brutal a Petrobras, fazendo com que a grande empregadora e investidora do país, tivesse que vender parte de suas ações, reduzindo assim seu quadro de funcionários. Além dela, empresas de pequeno, médio e grande porte que dependiam do Petróleo e seus derivados se viram obrigadas a fechar suas portas, e demitir funcionários.

Outro fator de desapontamento recaiu sobre o Rio de Janeiro, que com a queda do preço do petróleo, e consequentemente a redução dos royalties, acabou por ter sua crise financeira agravada. A redução nos preços do produto e a queda de projetos da Petrobras afetaram a cadeia de fornecedores e, com isso, a arrecadação com ICMS caiu no Estado fluminense.

Além disso, a recente mudança nas regras de conteúdo local pode ser um agravante futuro para redução de contratações de empresas nacionais e trabalhadores locais, visto que o investimento em bens e serviços nacionais pode ser reduzido.

Contudo, se fizermos uma analogia, ninguém deixa de gostar de uma rosa por conta dos seus espinhos, eles servem de proteção e até fortalecimento da flor não é mesmo. Por isso, em meio a essa tamanha “tragédia” para a economia nacional, “bons ventos” parecem florescer. Isso porque ainda há uma expectativa sobre a revisão das normas de conteúdo local, bem como cresce o anseio pelo retorno de investimento estrangeiro nas terras e mares “brazucas”, o que fortalecerá a economia e aumentará a oferta de emprego no país.

Olhando a longo prazo, a sensação é que o país foi até o fundo do poço e está ressurgindo e as expectativas de recuperação cada dia mais de mostram positivas. Uma mostra é dos recordes de produção da Petrobras nos últimos meses, que se comparado ao ano passado tem números bastantes valorizados. Além disso, várias empresas têm feito planos de retomadas de investimentos em 2018, sobretudo, com a proximidade das próximas rodadas de licitação da ANP.

Há até quem faça suas apostas nas áreas que darão os primeiros sinais de aquecimento, enquanto as efetivas contratações no setor de óleo e gás não retomam o fôlego total. Continue acompanhando a Panorama Offshore. Aqui, você obtém muitas informações sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, pré-sal, combustíveis, gasolina, Petrobras, onshore e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

22 comentários em “Trabalhadores, empresas e o Brasil na expectativa da recuperação do petróleo

Deixe uma resposta