Venda da BR Distribuidora terá de começar do zero

Como pôde ser lido anteriormente aqui na Panorama Offshore, o Tribunal de Contas da União, liberou a Petrobras para retomar a venda de seus ativos, o que fez com que a empresa pudesse dar continuidade ao seu projeto de desinvestimento. Com a autorização, a estatal pretende agora concluir o processo de venda de sua participação na BR Distribuidora.

Contudo, por determinação do TCU, o processo precisará iniciar zero, a começar pela aprovação da diretoria executiva da Petrobras. Conforme a Panorama noticiou, a decisão do Tribunal engloba algumas mudanças, entre elas mais controle corporativo no processo de vendas, ou seja, a cada início de etapa relevante da transação será necessária a aprovação da diretoria executiva da petrolífera.

Mas, segundo Pedro Parente, Presidente da estatal, esse não deve ser um processo demorado e após enviado o prospecto sobre a venda da BR Distribuidora a lista de interessados, as informações serão publicadas em edital para que outros possíveis compradores possam entrar na disputa.

A venda da participação da Petrobras na BR Distribuidora teve processo iniciado em outubro de 2016, entretanto, por medida cautelar no TCU, a venda dos ativos da empresa ficou suspensa, sendo liberada somente este mês de março, com a determinação de que a estatal reinicie todos os negócios cujos contratos de compra e venda não tenham sido firmados.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

11 comentários em “Venda da BR Distribuidora terá de começar do zero

Deixe uma resposta