Venda da Liquigás pode acontecer por ações na bolsa

Após a decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) vetar a venda da Liquigás para a Ultragaz, a Petrobras  decidiu vender sua distribuidora de gás diretamente na bolsa de valores. As informações constam na edição desta sexta-feira do jornal Folha de S. Paulo.

Atualmente, a estatal detém 100% do capital da companhia e avalia a abertura de capital por meio de uma oferta pública secundária das ações. Segundo a publicação, a decisão foi tomada pelo conselho da Petrobras após conversas com investidores indicarem ser possível levantar mais do que os R$ 2,8 bilhões ofertados pelo Grupo Ultra.

A abertura do capital deve ser gradual, uma vez que existe a possibilidade de investidores mais agressivos adquirirem mais de 50% das ações em uma oferta. Com isso, as emissões secundárias de ações deverão ser feitas em etapas. As emissões não poderão ser primárias porque, em casos assim, o dinheiro da venda fica na empresa e não com o controlador.

O jornal diz ainda que não está descartada a possibilidade de ser buscado um parceiro estratégico que adquira uma participação minoritária antes do IPO. Caso se confirme, será um processo semelhante ao que ocorreu com a BR Distribuidora (BRDT3) no fim do ano passado. A venda de 28,75% do capital da companhia rendeu R$ 5 bilhões. Fonte: Money Times

Continue acompanhando  tudo o que acontece no mercado de petróleo e gás através da Panorama Offshore e obtenha informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, combustíveis, gasolina, Petrobras e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *