Campo de Mero começa a gerar royalties entre municípios

Na última sexta-feira, 27 de julho, foi aprovado pela diretoria da ANP a distribuição dos royalties de petróleo referentes ao Campo de Mero, na área de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos. A geração de royalties beneficiará a União, estados e municípios, sobretudo, o Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com a ANP, a distribuição dos recursos, que tem montante de R$ 155 milhões, referente ao período de outubro de 2017 a maio de 2018, será realizada nos termos dos artigos 48 e 49 da Lei 9.478/1997 e da decisão proferida pelo STF na ADI (Ação Direta de Inconstitucionalidade) nº 4.917. Desta forma, a lista de municípios beneficiados será divulgada posteriormente, após a conclusão do processo.

Tem apenas cinco anos que a área de Libra foi arrematada por consócio liderada pela Petrobras, mas já está rendendo “frutos”. A produção em Mero vem sendo realizada em apenas um poço que está realizando os Testes de Longa Duração (TDI). Atualmente o campo é o maior produtor de petróleo do mundo, com total de 56 mil barris por dia de petróleo e gás, tendo superado um poço no campo de Lula, também no pré-sal de Santos.

Não deixe de acompanhar mais informações e notícias sobre o mercado de petróleo, gás, energia, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore no portal da Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br.



Deixe uma resposta