Chineses importam menos petróleo da Venezuela

As importações chinesas de petróleo venezuelano podem cair para o menor patamar em quase oito anos em julho, enquanto o produtor da Opep lida com uma produção em queda e problemas de logística, segundo fontes com conhecimento do assunto.

A estatal PetroChina espera que as cargas de junho da Venezuela, principalmente de grau Merey, sejam metade do volume normal, de acordo com duas autoridades petrolíferas de Pequim a par do assunto.

A empresa estatal venezuelana PDVSA prometeu que o volume não embarcado será aumentado em carregamentos para entrega em agosto e setembro, disseram as fontes.

A queda nos estoques para o cliente, credor e aliado político mais importante da Venezuela, é o mais recente indicador de tempos difíceis para o país que conta com amplas reservas de petróleo.

A produção de petróleo na Venezuela caiu para a menor média anual em mais de três décadas entre janeiro e abril, enquanto as reivindicações de ativos pelos credores cortaram o acesso da PDVSA aos terminais de exportação.

A notícia afeta os dois lados. A crescente demanda da China por petróleo em meio a um crescimento econômico ainda robusto está aumentando sua dependência das importações, enquanto a dificuldade da Venezuela em exportar à medida que sua infraestrutura desmorona significa que ela está perdendo a chance de aproveitar os preços do petróleo que subiram a máximas em anos recentemente.  Fonte: Jornal Extra

Acompanhe tudo o que acontece no mercado de petróleo e gás através da Panorama Offshore e obtenha informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, combustíveis, gasolina, Petrobras e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br www.facebook.com/panoramaoffshore.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *