Cortes de petróleo auxiliaram a estabilizar o mercado offshore

De acordo com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, o pacto de redução na produção de petróleo mundial, decidido entre membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e países produtores não integrantes, foi fator que ajudou a estabilizar os mercados e elevou as perspectivas para uma cooperação maior entre as nações.

Segundo Putin, a redução na produção abriu precedentes para que a indústria do petróleo implemente projetos promissores de cooperação tecnológica, sobretudo, em virtude do retorno de investimentos no setor. O presidente russo disse ainda que o país estaria disposto a estender o pacto de cortes até o fim de 2018.

Outras nações como a Arábia Saudita também já anunciaram que concordam em manter os cortes de petróleo para além do prazo estipulado, que deve espirar em março de 2018. A intenção é que o corte reduza a produção em 1,8 milhão de barris por dia até a data final.

Mantenha-se informado sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore acompanhando a Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br. www.facebook.com/panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta