Governo arrecada US$ 28 bilhões em leilões de petróleo

O Governo arrecadou US$ 28 bilhões em leilões de petróleo neste ano. Na última sexta-feira, 28 de setembro, aconteceu a 5ª Rodada de partilha do pré-sal com seis leilões. Foram cerca de 18 empresas envolvidas nas negociações que resultou em R$ 27,9 bilhões em 48 áreas marítimas.

A empresa pioneira em compras foi a ExxonMobil, com 21 áreas que renderam cerca de R$ 8,7 bilhões, já a Petrobras ficou em segundo lugar, com um total de 20 áreas. Outras empresas como a Shell, Equinor e a BP também participaram das concessões de 2017 e 2018, obtendo bons resultados.

O diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, diz que a diversificação de operadoras no pré-sal fará com que o desenvolvimento das reservas brasileiras não dependa somente da Petrobras. Ainda segundo ele, os leilões irão gerar mais atividades de exploração no final de 2019, mas, as contratações serão apenas em 2023.

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), já confirmou as próximas concessões, que acontecerão em 2021. E também há previsões de um megaleilão dos excedentes da cessão onerosa, promovendo uma 6ª Rodada do pré-sal para o ano que vem, mas a decisão se continuará ou não o leilão será através do novo governo.

O entreguismo do nosso patrimônio público está evidente com as diversas rodadas de licitação do pré-sal, e com isso trazendo lucro apenas para as estatais estrangeiras, e não para o desenvolvimento do Brasil.

Confira o portal da Panorama Offshore e fique por dentro de tudo que envolve o mercado de petróleo, gás, energia, biocombustíveis, onshore e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Acesse: www.panoramaoffshore.com.br www.facebook.com/panoramaoffshore



Deixe uma resposta