Mercado de gás pode gerar até R$ 45 bilhões no RJ, diz Firjan

De acordo com o estudo feito pela Firjan denominado “Rio a todo gás”, o gás natural pode gerar investimentos de até R$ 45 bilhões no Estado do Rio de Janeiro. O valor viria da atração de indústrias de alimentos, vidros, siderurgias e fertilizantes, além da ampliação do uso do gás em veículos leves e pesados.

“Hoje o gás está vinculado apenas à energia elétrica. A ideia do estudo é apontar as oportunidades para o uso do gás em outros setores de consumo, com a atração de indústrias de vidro, cerâmica, alimentos e ampliar o uso do GNV. Mas, para isso, é preciso aprovar o marco regulatório do setor que está dentro do programa do governo Gás para Crescer. Sem isso, não vamos conseguir destravar os investimentos”, disse o presidente da Firjan Leste Fluminense, Luiz Cesio Caetano. 

O documento produzido pela empresa também aponta, inclusive, que o gás pode ter um papel estratégico na revitalização da economia após o surto de coronavírus instaurado no estado. Além disso, para Caetano, parte do gás que está sendo injetado nos poços, poderia também estar sendo consumido ou gerando empregos e arrecadações.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta