Petróleo brasileiro flui e bate recordes de exportação

A produção de petróleo na camada do pré-sal brasileiro vem crescendo “de vento em popa”. Isso vem fazendo com que a Petrobras utilize mais o óleo nacional em suas refinarias chegando a totalizar mais de 90% de uso e reduzindo custos ao diminuir as importações.

Outra boa notícia é que esse crescimento do pré-sal está impulsionando as exportações do óleo cru, que já alcançaram recordes em janeiro deste ano.  Isso porque o óleo do pré-sal, especialmente da região da costa do Rio de Janeiro, é mais leve do que a média e atende muito bem ao mercado de derivados. Ou seja, é um petróleo mais comercial, por isso fácil de exportar.

Com o aumento da produção do pré-sal no Brasil para 1,26 milhão barris de petróleo por dia (bpd) em dezembro de 2016, equivalente a 46% da produção no Brasil, o “ouro negro” brasileiro passa atender uma grande fração do mercado nacional. Nesse mesmo período, em 2016, a produção totalizava 34%.

Ao diminuir as importações e ganhar mercado com as exportações, o petróleo brasileiro vem mostrando novamente sua força, sendo esse aumento na produção do pré-sal mais um incentivo para que o “ouro negro verde e amarelo” possa voltar a brilhar e avançar para novos destinos.

Se você quer mais detalhes sobre o mundo offshore continue interagindo com o Panorama, pois os últimos meses foram suficientes para demonstrar que o portal é a ferramenta ideal para os que precisam e buscam informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *