Preço do gás de cozinha deve continuar em alta

A alta do dólar e do preço do petróleo não devem ajudar a reduzir o preço do gás liquefeito de petróleo (GNL), também conhecido como gás de cozinha. Em diversas regiões do país, os botijões de 13 kg estão sendo vendidos numa média de R$ 100.

Em maio, por exemplo, o preço do gás de cozinha subiu 1,24% em média em todo o Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já o gás encanado teve aumento de 4,58%. Todo esse cenário é decorrente do preço do petróleo a níveis pré-pandemia, o que faz com que o gás, derivado da commodity, não fique mais barato.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta