Riscos fronteiriços podem barrar licenciamento para a Total

Potenciais riscos fronteiriços podem barra a petrolífera Total de conseguir licenciamento para explorar petróleo no Foz do Amazonas, de acordo com estudos ambientais apontados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

No parecer técnico do Ibama sobre a área foram apresentados possíveis impactos, em caso de acidentes, em Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Barbados, Guiana e Trindade e Tobago e também em águas jurisdicionais da Guiana Francesa, Suriname, Guiana e Venezuela. Além desse entrave, o Instituto listou dez pendências não respondidas pela Total em sua terceira tentativa de aprovação do licenciamento ambiental. Por conta dessa falta de informações da petrolífera, conforme já noticiado pela Panorama Offshore, o processo de licenciamento poderá ser arquivado.

A questão do licenciamento ambiental é bem polêmica, pois de um lado encontram-se as empresas que reclamam de atrasos e demora. Do outro lado, o Ibama afirma que todos os riscos precisam ser calculados, bem como os estudos serem feitos.

Continue acompanhando a Panorama Offshore e mantenha-se informado sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore. Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

9 comentários em “Riscos fronteiriços podem barrar licenciamento para a Total

Deixe uma resposta