Rivalidade entre monarquias e a alta no petróleo

A rivalidade entre a Arábia Saudita e os Emirados Árabes tem refletido no preço do petróleo. O embate entre as nações, que são as maiores produtoras do mundo e expuseram em público suas diferenças, fez com que as negociações na reunião da OPEP+ (Organização de Países Exportadores de Petróleo e seus aliados) fossem interrompidas. A discórdia reflete diretamente no valor do petróleo que é o maior em seis anos.

O conflito começou há dois anos, quando os Emirados tiraram suas tropas do Iêmen e vem piorando desde então. Na semana passada, os Emirados Árabes rejeitaram uma proposta que envolvia a Arábia Saudita. Mediante esse cenário, onde as nações vêm realizando espécies de retaliações uma com a outra, ainda não é possível saber se haverá acordo.

Fique por dentro do que acontece no mercado de petróleo e gás através da Panorama Offshore e obtenha informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, combustíveis, tecnologias, Petrobras e offshore e onshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui! Confira: www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta