Votará em Trump: Nikki Haley

Haley, que suspendeu a sua campanha em março, ainda não apoiou Trump.

A ex-candidata presidencial do Partido Republicano, Nikki Haley, disse na quarta-feira que votará no ex-presidente Donald Trump em novembro, apesar de sua decepção com ele.

Durante uma sessão de perguntas e respostas após um discurso no Instituto Hudson em Washington, D.C., na quarta-feira, Haley foi questionada sobre quem ela achava que faria um trabalho melhor na Casa Branca lidando com questões de segurança nacional: Joe Biden ou Donald Trump.

O ex-embaixador das Nações Unidas disse que preferiria um presidente que responsabilizasse os adversários, protegesse a fronteira e apoiasse o “capitalismo e a liberdade” – acrescentando que “Trump não estava certo nestes princípios”, acrescentando que “Biden foi um desastre. .

“Então, vou votar em Trump”, disse Haley.

Haley, que suspendeu a sua campanha em março, ainda não apoiou Trump.

Durante um discurso anunciando a suspensão da sua campanha – um dia depois de sofrer perdas significativas na Superterça – o antigo governador da Carolina do Sul disse que Trump “tem de obter votos”.

“Agora cabe a Donald Trump obter os votos das pessoas do nosso partido e de outros que não o apoiam”, disse ele em março. “Tenho certeza de que ele fará isso. O melhor da política é trazer as pessoas para a sua causa, e não rejeitá-las. E nossa causa conservadora precisa de mais pessoas.”

Muitos republicanos que uma vez desafiaram Trump pela nomeação rapidamente ficaram atrás dele depois que ele desistiu da disputa.

READ  Christine Cavalier Shades J. Cutler, seguindo ideias de acordo de divórcio

A decisão de não apoiar Trump pesou muito sobre a sua personalidade pública, gerando especulações sobre quais poderiam ser os próximos passos do ex-governador da Carolina do Sul.

A campanha de Biden tentou atrair os eleitores de Haley, alguns dos quais disseram à ABC News que estavam indecisos.

As primárias recentes mostraram a Haley um apoio respeitável entre os eleitores republicanos nas primárias, com o ex-embaixador obtendo mais apoio nas primárias em Maryland, Indiana, Wisconsin e outros estados.

De acordo com as atuais estimativas de delegados prometidos da ABC News, Haley garantiu 94 delegados rumo à Convenção Nacional Republicana.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *